Em reunião da Amuvi prefeitos entregam oficio ao chefe da Casa Civil, Guto Silva, pedindo penitenciária no Vale do Ivaí

Com a presença do secretário chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e os deputados estaduais Alexandre Curi e Artagão Júnior, participaram da reunião da Amuvi (Associação dos Municípios do Vale do Ivaí) no salão nobre da Prefeitura de Ivaiporã, na manhã dessa sexta-feira, dia 5 de abril, quando foram recebidos pelo prefeito Miguel Amaral.

O presidente da Amuvi, Ylson Álvaro Cantagallo (MDB), aproveitou a ocasião e entregou um ofício ao secretário chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, solicitando a construção de uma penitenciária numa obra pública abandonada entre os municípios de Mauá da Serra e Tamarana – margeando a rodovia PR-445. A estrutura tem 2 mil metros quadrados.
O objetivo é diminuir a população carcerária no Vale do Ivaí, onde há cerca de 890 detentos, quando as delegacias comportariam apenas 270.
Em março, o problema da superlotação na carceragem da 54ª Delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, que abriga cerca de 180 presos, foi debatido por sugestão da Prefeitura de Ivaiporã e do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), que convidaram os Poderes Legislativo e Judiciário; Ministério Público; Vara do Trabalho de Ivaiporã; Polícia Civil; Polícia Militar; Corpo de Bombeiros; Conselho da Comunidade da Comarca; Pastoral Carcerária; Rotary Club; Acisi (Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Ivaiporã); Loja Maçônica Amor e Liberdade; Subseção da OAB; 17ª Subdivisão Policial de Apucarana; pastores; e padres.
Posteriormente, o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, e o chefe da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana, Gustavo Dante, debateram o problema da superlotação na reunião da Amuvi, levando os prefeitos a discutir a possibilidade de construir uma penitenciária e criar o Batalhão da Polícia Militar de Ivaiporã – atualmente 6ª Companhia Independente de Polícia Militar.

“Seria muito bom construir uma penitenciária no Vale do Ivaí, porque reforçaria a segurança pública. Acredito que não irá onerar o Estado”, opinou Ylson Cantagallo, que reconheceu a missão do delegado da 54ª Delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, Aldair Oliveira.

“Em Ivaiporã, o delegado Aldair Oliveira pegou uma difícil missão deixada pelo delegado Gustavo Dante, que assumiu a 17ª Subdivisão Policial de Apucarana. Sei o quanto o trabalho na Delegacia de Ivaiporã é difícil. Por isso, acredito que a penitenciária ajudaria a diminuir a população carcerária”, reforçou Ylson Cantagallo.

Segundo Guto Silva as reinvindicações são possíveis de ser atendidas. Mas precisam passar por várias comissões, ver custos e dinâmicas para poder avaliar ouvindo a comunidade. “Mas não está descartada possibilidade alguma”, ponderou o chefe da Casa Civil. A criação da Subdivisão Policial de Ivaiporã também não foi descartada.

fonte e fotos/Lucia Lima de Ivaiporã

Em reunião da Amuvi prefeitos entregam oficio ao chefe da Casa Civil, Guto Silva, pedindo penitenciária no Vale do Ivaí
Rolar para o topo