Amuvi reforma estatuto e cria consórcio de gestão de recursos

Prefeitos aprovaram mudanças para viabilizar consórcios, convênios e assegurar mais dinamismo na entidade.

Depois de cinquenta anos, a Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) decidiu na sexta-feira (9), em Assembléia Geral Extraordinária, realizada na Câmara Municipal de Jandaia do Sul, aprovar por unanimidade algumas mudanças e adequações no estatuto que rege a atuação da entidade municipalista. A assembléia teve a presença de 18 dos 26 prefeitos da Amuvi.

A proposta foi colocada em discussão por iniciativa do prefeito de Apucarana e presidente da Amuvi, Beto Preto, em reunião realizada no mês de agosto. A necessidade de modernização da entidade, para viabilizar a formatação de consórcios, agência de desenvolvimento, e parcerias publico privadas, levou os prefeitos da região a aceitar a proposta de Beto Preto.

Ao final da assembléia, Beto Preto manifestou seu entusiasmo pelos novos rumos da Amuvi.

“Fizemos um mandato técnico com foco para a mudança do perfil de atuação da Amuvi. E, por conta disso, tenho o sentimento de ter cumprido minha missão, principalmente agora que conseguimos adequar e modernizar o estatuto da entidade, que era um documento criado há quase 50 anos”, avaliou.

Uma comissão de cinco prefeitos ficou responsável de, junto com supervisão jurídica, tratar de todas as mudanças necessárias. O grupo foi composto pelos prefeitos de Rosário do Ivaí, Ilton Kuroda; de Jandaia do Sul, Ditão Púpio; de Rio Branco do Ivaí, Gerôncio Rosa; de Bom Sucesso, Raimundo Almeida Junior; e de Ariranha do Ivaí, Augusto Cicatto.

Conforme defenderam os membros da comissão, o estatuto criado em 1969, estava desatualizado e em desacordo com novas regras dos órgãos de controle externo.

“Havia necessidade de aprimorar os instrumentos administrativos de gestão da entidade, frente às recentes legislações”, alertou Kuroda.

O prefeito anfitrião, Ditão Púpio, frisou que havia a necessidade urgente de alinhamento do estatuto da Amuvi com o Governo do Estado e as políticas previstas no Governo Federal.

“Nossa associação, a partir de agora, vai ficar mais efetiva e atuante, assim como já funcionam outras, a exemplo das microrregiões de Maringá e Cascavel”, opinou o prefeito de Jandaia do Sul.

As principais alterações aprovadas por unanimidade pelos dezoito prefeitos presentes, foram o reenquadramento da caracterização da Amuvi, sem alterar sua forma de constituição; reorganização e ampliação dos seus objetivos, mantendo a regra matriz do associativismo municipalista, alinhado com à Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e à Confederação Nacional dos Municípios (CNM), visando a produção de arranjos institucionais.